Arquivo de Junho, 2011

O PINCEL DE PICASSO

Posted in Uncategorized on Junho 21, 2011 by jtparreira

Vejo no pincel de Velasquez

a luz branca que penteia

os cabelos das Meninas

como vejo no pincel de Picasso

como vivem

Les Demoiselles d’ Avignon

Não como no pincel de Van Gogh

onde nem sempre os amarelos

são a pura alegria

No pincel de Arles vejo

a dança do vento

na anatomia dos trigos

e o sol que se estende

nas pétalas dos girassóis

e a morte que parte o céu

vejo no pincel de Van Gogh

os corvos e auto-retratos

despenteando o silêncio.

15-3-2011

Anúncios

O anti-pródigo

Posted in Uncategorized on Junho 13, 2011 by jtparreira

 

O mundo mudou-me assim tanto

que já não me reconheces?

Estas sandálias

romperam-me os pés, este dedo

nu sem um anel

estes rasgões são o melhor

do meu vestido, ferido

cada joelho esqueceu as orações

O mundo encheu tanto

os meus olhos, que lhes mudou a cor

o meu rosto ocupa agora

um canto do espelho

Diante de ti, pai, não posso

sequer abrir a boca, a minha voz

é próxima de vidros estilhaçados

Este pulmão a tossir

este rosto cavado, por isso

tu não me reconheces.

12/6/2011